segunda-feira, 17 de março de 2014

Somos todos irmãos
















Seres amorfos
Em forma estão,
Nas trincheiras da vida,
E desconhecem a razão.
 
Com as armas em riste
Olhar tão distante, triste,
A guerra os des-alma,
Caótica situação.
 
Na vala, cavada,
Ao longe pode ver
O inimigo que vem,
E ele o tem que abater.
 
No confronto do front,
Percebe-se então:
Ao longe, o outro é inimigo,
Mas perto, bem perto, é apenas irmão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário