sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Ocaso do dia


Vejo rostos e formas,
Vultos que se vão,
No caos de uma via.
São seres em trânsito,
No ocaso do dia,
A cidade em transe -
Inexpressivas alegrias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário